Um ponto para a mãe :)

IMG_9656

Hoje fui almoçar com a loira grande. Liguei ontem à noite para falar com elas, e a Caetana disse-me ao telefone que estava cheia de saudades, que queria almoçar, mas só comigo.
Estive três semanas fora, também não me sinto propriamente saciada….esta semana não tive com as loiras e os telefonemas às vezes são curtos para matar a fome voraz dos sentimentos. Lá fomos as duas às Docas almoçar. Paramos no primeiro restaurante e ela perguntou se podia ir brincar para os baloiços. Fico sempre muito estupefacta com a rapidez com que as minhas loiras matam as saudades! Disse-lhe que não, que não podia ir brincar.
Tinha ido à escola busca-la para almoçar, para matarmos as saudades uma da outra, não era para ficar a vê-la ao longe a descer um escorrega.
Fez beicinho mas condescendeu.
Conheço bem a loira, para saber que tentaria tudo para a conciliação das vontades, há anos que faço o mesmo. Para a Caetana, o truque era apenas garantir o contacto visual forte, não precisava de ser constante, manter um certo olhar de cumplicidade e já estava. Não deixei….e quando o meu telemóvel tocou, ela achou que era o timming perfeito para apoiar o braço na mesa e dar de frosques. É sabido que os pais quando atendem o telemóvel, até agradecem uma certa privacidade:) Mas não lha dei. Fiz sinal com o dedo para permanecer sentada e disse que ligava mais tarde. Não dá para disciplinar uma criança, sem que haja predisposição para nos disciplinarmos também.
Aí tive bem! Um ponto para a mãe:)
Quando íamos a sair a loira põe o braço à volta da minha cintura e diz: – Tenho tantas saudades da mãe! Sabe o que é que eu queria mesmo? Era faltar agora às aulas e passar o resto do dia com a mãe!
E eu respondi: – Porque?
– Por amor!
(acho que há para aqui um mestrado em qualquer coisa…)

Comments

comments