Um Bombom só para mim

YE2A7787

É a minha primeira vez na ilha do Príncipe. Confesso a minha expectativa, porque já tinha ido a São Tomé e toda a gente me dizia que faltava a jóia da coroa.
O Príncipe é uma pequena ilha, um tufo verde, com a cidade capital mais pequena do mundo e uma população que não ultrapassa os 7.000 habitantes. Com uma área de 142 km2, Principe acolhe as melhores praias do arquipélago.
Só em 2015 desovaram nas praias da ilha mais de 2000 tartarugas. É actualmente uma reserva mundial da biosfera e a grande maioria da ilha é uma massa compacta de verde entrelaçado, impossível de percorrer de carro. As praias mais famosas das ilhas são a Praia Banana, Praia Macaco, Praia Bombom, Praia Boi e outras tantas, que também têm nomes deliciosamente simples e um encantamento, que ultrapassa as praias mais conhecidas da Tailândia, onde já estive algumas vezes. O BomBom é um Resort pequeno com bungalows despretensiosos encaixados sobre a baía de duas praias “daquelas”! A partir daqui podemos partir à descoberta da ilha, quer de jeep, quer de barco. A comida do resort é óptima e aproveita os recursos naturais da ilha, desde o muesli do pequeno-almoço ao peixe que vem para a mesa.
Não é barato. Aliás São Tomé e Príncipe continua a ser um destino caro, se contarmos que quase tudo na ilha é importado. Uma refeição média, tipo almoço, no Resort ronda os 40 € por casal com bebida. Qualquer bebida importada são dez euros. Mas os preços mudam um bocadinho nas Quitandas da ilha e já se consegue comer por 20 €, é preciso é lá chegar.
No Príncipe, o gerador que providencia energia à ilha é desligado à meia noite, impossibilitando a conserva a frio. O conceito de leitura à noite só com lanterna. Com excepção do Bombom que possui geradores próprios e a malta pode dormir no fresquinho do ar condicionado. A temperatura média é alta e uma cerveja aquece no copo no golo seguinte. Para chegar ao Principe é preciso apanhar um avião em São Tomé que custa por pessoa 350 € e tem apenas 18 lugares. Com dois voos diários em época alta, dá para imaginar o pouco que tem de turistas neste maravilhoso lugar. A opção de barco, não é opção, porque a somar ao desconforto, juntem-lhe 6 horas de viagem.
Mas em termos de paisagem, simpatia e paladar, bate por cima, centenas de destinos turísticos onde já posei os pés.
E se me perguntarem se dá para crianças. Eu direi que sim, é um resort na praia com um serviço de excelência. E até tem uma piscina para quem gosta de sacudir o sal do mar. Mas se eu fosse Dona deste pedaço de paraíso colocava-lhe uma placa “over 18”. Mas isso depende do conceito que cada um tem do seu bombom.

YE2A7793

YE2A7798

YE2A7807

YE2A7817

YE2A7821

YE2A7824

YE2A7831

YE2A7840

YE2A7843

YE2A7846

bombom

Comments

comments