triagem aos candidatos

IMG_0121_9130A Caetana decidiu que iria construir um questionário de triagem aos candidatos a namorados da mãe, assim o descreveu. O que é já por si elogioso, a forma como ela assume a pluralidade das minhas circunstâncias e o meu valor. Mas o questionário não passava só pelo inventariado dos meus gostos e preferências, seguido da validação pelo candidato, porque isso seria simples demais.
Pedi-lhe que me explicasse o conceito.
Vestida de princesa com um caderno na mão, a Caetana explicou: – A mãe vai me dizendo os pratos que mais gosta, os países, as cores, tipo de roupa, os filmes, as músicas, os livros preferidos e depois eu pergunto lhes o mesmo.
Se eles não tiverem pelo menos 7 preferências parecidas, não servem. Nem lhe perguntei porque “7” em concreto, achei uma delícia a preocupação em emparelhar-me com alguém que possa usufruir do meu universo de gostos e preferências.
Abracei-a e disse: – Acho que lhes vamos dificultar a vida!
A Caetana morde a tampa da caneta, desvia o olhar para o lado, hesita e responde:
– Pois é mãe. Mas o Pai não gostava de lulas!♥

Comments

comments