Blog Archives

Há segundas assim.

IMG_0130_0086

Há segundas assim, onde o sentimento imperativo é a vontade infantil de ser um estranho em erasmus.
Num lugar qualquer, num sítio sem nome.
Onde olhar sobre o vazio não denuncia responsabilidade sobre o que se olha. E onde até a contemplação é preguiça.
Uma sensação pegajosa e morna de querer fazer “Shut down” ao sistema sem tocar no botão, um refresh na página sem criar expectativa, um telefonema sem a obrigação de um diálogo.
O desinteresse declarado por algo profundo.
Uma preguiça de ir a fundo nas coisas.
E de dar nome às coisas que já não apetece ter.
Uma incapacidade de acelerar sobre o urgente.
Apenas o jeito manso de nunca ter fim.
E a lucidez implacável de estar sempre no começo de alguma coisa…que não se quis começar.
(Talvez seja a minha dor de dentes a alucinar ou quem sabe o meu passaporte a pedir alimento.)

Comentar