Auto-estima

IMG_0230_0791

Esta fotografia é da Mariana, uma miúda cheia de auto-estima que conheci numa sessão fotográfica. A Mariana não parece ter grandes medos, e se os tem, faz uma boa cerimónia com eles.
Coloquei esta foto aqui, porque hoje de manhã quando deixei a Camila na turma nova, na 1ª classe, de uma escola também nova para ela, senti na força com que me apertava a mão, a tradução física de um “não me largues aqui…”
Ora a minha loira tem níveis de auto-estima acima da média nacional (os mesmos com que sustenta a defesa dos pontos de vista em birras inqualificáveis), por isso quando a vejo vulnerável, reticente, temerosa, dá me um certo consolo. Não é masoquismo de mãe galinha, do qual tenho muito pouco, é mesmo um suor de humildade que é necessário para que saiba crescer humanamente grande.
Bem que tentámos, mas chegamos atrasadas, topei-te tão bem: não gostaste do lugar vago, que tinhas na última carteira da sala, não conhecias nenhuma das caras que te olhavam fixamente e a professora era muito alta, muito grande e muito sorridente.
Quando saímos, no último vislumbre da porta entreaberta, já te vi de sorriso manhoso, lado a lado com a professora, encabeçando uma qualquer tarefa de responsabilidade, que facilitará a tua integração e te vai repor os níveis de amor próprio, a uma velocidade que eu própria não desejaria. Como conheço bem o teu rodar de saia, não tenho medo, sei que te vais dar bem, que amanhã (senão for já hoje) já conseguiste o lugar na frente. E antes que o dia termine, tenho a certeza absoluta, que já colonizaste com o teu discurso de estadista um gangue novo de amigas. A dimensão da escola vai-te relativizar o ego, mas mesmo assim, tens a sorte acrescida de ter uma irmã que vai zelar por ti no recreio.
A verdade é que hoje é o teu dia, e se os teus níveis vieram “descalibrados”, eu cá me entendo com a tua auto-estima:)

Comments

comments