Parabéns miúda!

untitled-97Faço anos hoje. E quem me conhece bem sabe que este ano foi valente para mim.
Separei-me, mudei de casa, de rumo, de planos, adaptei sonhos, ajustei discursos, afiei facas, reorganizei agendas, estendi mãos, sequei lágrimas, empacotei, ensaiei, arrumei, desarrumei e voltei a arrumar, amei e voltei a amar.
Chorei menos do que devia mas também ri mais do que era correcto rir.
Não desarmei, mas também não me armei. Foquei-me como sabia em ser mulher, como devia em ser mãe, como queria em ser irmã, como pretendia em ser profissional e como podia em ser amiga.
Custou-me em sentimentos, em tempo e em finanças.
Hoje, passado um ano, as dúvidas e os medos já estão bem mais diluídos na esperança dos caminhos que fui construindo.
Não tenho conselhos a dar, mas reconheço que os devia ter pedido. Sozinhos não somos nada.
Por isso e antes de qualquer pessoa quis ser a primeira a dar me os Parabéns. Porque faço anos hoje e por ter tido a sorte de perceber que o amor pelos outros é o único adubo no amor a nos próprios.
Parabéns miúda!

Comments

comments