À nossa, Alfama!!

alfama adeus

Hoje é a última noite das loirinhas em Alfama.
Ao jantar disse-lhes, que da próxima vez que estiverem comigo já dormem na casa nova. A Camila estava mais preocupada que os petits gateaux, a Nutella e casa dos pinypons, fossem trasladados em condições para o novo lar. Já a Caetana, por ela, praticava o cúmulo do desapego e comprava tudo em novo, e tudo em bom. Gosto de sentir, que lhe incuti a boa prática do desapego, torna tudo mais fácil, quando não se olha muito para trás. Parte das memórias que temos, marcarão o GPS da sua personalidade, da mesma forma que as minhas primeiras moradas fizeram com o meu. Vivemos tempos do caraças no amparo destas ruas, viveremos outros tantos tão bons na largura de outras ruas.
Já escolhemos o vinho, com que vou brindar o tejo na hora da despedida. Jamais diria Adeus ao meu bairro, se as minhas lágrimas de saudade não viessem coloridas com o melhor dos tintos.
À nossa, Alfama!!

Comments

comments