Não sou filha de um microondas mas quase.

rio

Não tive a sorte de crescer na sanidade simples de uma aldeia.
Menos, tive a sorte, de ter parentes próximos que me recolhessem todos os anos para me devolverem, ainda que por breves instantes, à singularidade da vida de uma pequena comunidade rural.
Nem fui bafejada com a tradição do saber antigo, da lavoura, do ferro, do pastoreio ou dos artesãos. Não sou filha de um microondas mas quase.
Nasci na cidade, mas vivi numa casa grande com jardim, onde aprendi as artes de ser criança. Não tive a chaleira em brasa sobre o carvão quente, nem dormi sobre as ameias, nem aprendi os nomes dos peixes no barco, nem os nomes das plantas comestíveis, como algumas avós das minhas amigas, que partiam nas férias para a “terra”.
Quando vim pela primeira vez a São Tomé, e parei num destes rios escavados na floresta pejados de pessoas, de roupa e de espuma branca fiquei encantada. Centenas de mulheres e crianças lavam diariamente as roupas coçadas nas pedras do rio. Os mais pequenos distraem-se nus brincando entre as pedras. Os homens não participam deste ritual (acho que em geral os homens do mundo nunca foram grandes fãs na arte de lavar a roupa) e as mulheres vão conversando entre elas, de costas tombadas sobre à água fresca do rio.
Se seguirmos o curso da água, vamos desaguar na praia, mas não sem antes, percorrer uma auto-estrada imensa de roupa estendida. Como se aqueles pedaços de roupa estivessem ali dispostos, só para abraçar a natureza.
Respeito as mulheres e as crianças que trabalham e vou trocando palavras e sorrisos. Sei o que lhes custa no corpo, e devolvo-lhes a minha pasmada admiração pela forma serena com que se entregam ao inevitável com um sorriso.
Não gosto de fazer máquinas de roupa, ainda menos de a estender e tão pouco me apraz engomar. Mas nesta selva imensa de floresta humana e manual centrifugação, descubro de novo as saudades da “terra” onde não vivi.

YE2A6260

YE2A6259

YE2A6251

YE2A6248

YE2A6274

YE2A6245

YE2A6231

YE2A6229

YE2A6312

YE2A6303

YE2A6227

Comments

comments