Gosto de escrever sobre o amor

IMG_0046 copyGosto de escrever sobre o amor, porque é inconclusivo como os melhores romances, polémico como as melhores teorias, arrebatador como os melhores filmes, sensorial como os melhores pratos e curto como os melhores dias. Depois há os vários tipos de amor, mas o que a malta quer esmiuçar mesmo, é aquele que acusa, que usa, abusa e que dói.
O que luta, o que resvala, que falta, que cala, que amassa, que ameaça, que passa e não passa, que fica, permanece, esmorece, padece e mói. Aquele que faz o que quer, sem uso ou licença, que nos leva na calada sem a mínima decência.
O amor disfarçado, da paixão que aparece, e que parece que explode quando o amor arrefece. Gosto de escrever sobre amor, porque há sempre uma inocência na forma voraz e funesta com que ilude a aparência, e mesmo na alma madura e crescida, pessoa decidida, ele chega, reina e conquista, como se a vida fosse toda a sua pista.
Mas só de pensar, que ao querer dominar, vem o medo maior, que o amor se esconda, e deixe louca e vazia, depois de nos dar num trago louco, que parecendo ser pouco, era tudo, o que aquela alma queria…

Comments

comments