Excertos do meu caderno

IMG_0004_0549EXCERTOS DO MEU CADERNO…

A minha maior preocupação é ser feliz. Sempre. E fazer felizes as pessoas que passam na minha vida, mas isso parece-me óbvio, como é q dá para ser feliz sem fazer felizes os outros?

Sim, as pessoas dizem que eu ando sempre a 1000, chamam-me furacão, formiguinha atómica, mas prefiro todas as declinações de velocidade ao arrefecimento da lentidão. Adoro estar viva. Deito-me todos os dias semi-amuada como se a noite fosse uma espécie de mãe tirana que nos encaminha para a cama…e acordo todos os dias como se fosse véspera de Natal. Com uma vontade louca de fazer acontecer.
Pode ser um bocado irritante para quem dorme ao nosso lado….
Quando era pequenina escrevi no diário que casaria com o homem que me dissesse: – Vá lá anda mais depressa!
Acho q isso diz muita coisa….

Não tenho muita propensão para a tristeza. Mas sofro como gente grande com as injustiças da vida…choro muito quando um filme me comove, tento ser discreta, acho que a alegria é mais gira de partilhar.

Não tive a infância mais feliz do mundo mas luto por isso todos os dias. Acho que é importante não viver obcecado com o passado, nem eternamente à procura de culpados…Acredito mesmo na força transformadora do presente e na nossa capacidade de fazer!

Adoro o plano dos sonhos e das ideias mas o que me dá mesmo tesão é ver as coisas a acontecer!

As minhas loiras foram a melhor surpresa! Tinha muitas dúvidas, achava a maternidade uma cena inconciliável e monopolizadora, as mães queixam-se muito!
Tinha medo porque no fundo….eu já sabia que não dava para fazer rewind…ou devolver…

Digo-lhes muitas vezes: – Eu estava cá primeiro! Não sei se elas percebem mas eu digo na mesma!
Ocupas do caraças!!!:)
Acho que é importante que elas percebam que há um processo continuado de pessoa que se continua a fazer mesmo depois de elas interromperem, existindo.
Consigo ser boa aluna, sei que elas me ensinam a amar, todos os dias…

IS

Comments

comments