Não há amor maior sem saudade grande.

Sou fã da saudade.
Não sei se é só da portuguesa, é aquela que vive na globalidade de nós.
Não é só da saudade que mói na distância é aquela que imprime ao abraço que a encurta uma força maior.
Sou fã daquela saudade que namora as lembranças sem mofo de dor.
Aquela saudade doce que toma conta dos sonhos e que dá à esperança um nome sentido.
Sou fã da saudade com que se vivem os amores maiores. Aqueles que a sorte acusa na ausência com vaidade.
Gosto da saudade que dá ao pronome a liberdade de não ser só possessivo.
Se pudesse sentia sempre saudade.
Porque a saudade é o meu parasita preferido do amor.

A colecção aqui:
http://www.hlc.pt/pt/coleccao/amor-parasita

AMOR PARASITA Maf ultimo look-1

AMOR PARASITA Maf ultimo look-2

AMOR PARASITA Maf ultimo look-10

AMOR PARASITA Maf ultimo look-12

AMOR PARASITA Maf ultimo look-11

AMOR PARASITA Maf ultimo look-2

AMOR PARASITA Maf ultimo look-9

AMOR PARASITA Maf ultimo look-7

AMOR PARASITA Maf ultimo look-5

AMOR PARASITA Maf ultimo look-6

AMOR PARASITA Maf ultimo look-4

AMOR PARASITA Maf ultimo look-3

AMOR PARASITA Maf ultimo look-1

Comments

comments