Um busto em gesso

IMG_0165_3283Se eu pudesse dar um presente às mães no Dia da Mãe, dava-lhes um busto em gesso para colocarem no hall, bem perto daquele móvel da entrada onde despejamos as chaves e as “merdices” que trazemos do dia a dia. Punha outro busto no escritório ao lado da secretária e outro nas rotundas infernais onde passamos, punha um à entrada da creche e outro na escola ao lado do padroeiro, punha um busto no balneário do ginásio, um ao lado da bancada da cozinha e outro na manicure quando lá conseguimos ir, punha outro na casa dos sogros, ex-sogros, ex-namorados e tudo o que é “ex” e enchia os “jardins da estrela” da nossa vida, cheio deles como as casas americanas com os duendes no jardim. O busto teria que ser rijo como disfarçamos ser, mas com a elasticidade própria de quem foi feito para cair sem nunca se quebrar, o busto teria que ter as mesmas mãos de uma deusa hindu: uma caipirinha na mão para lembrar que todos os anos há um Verão que merece ser vivido, uma mão em punho para os K.O´s da vida, uma mão aberta para dar e outra em concha a receber, uma mão a erguer o queixo para as noites de neura e uma mão na cabeça para apontar o horizonte nos dias em que perdemos o norte, para ser um busto à séria teria que ter a altivez da segurança e o sorriso sincero da humildade de quem sabe que tudo o que é bom sabe sempre a pouco.
E agora com as loiras deitadas e a vossa licença…vou mergulhar no cal e moldar o meu:)

Comments

comments