O “VALOR” DOS TEMPOS LIVRES.

O que andamos a fazer para que elas não andem sempre nisto:

No ano passado estava com as crianças pelos cabelos.
Estava há dois anos sozinha, a tomar conta das duas, enquanto o pai se fazia à vida nas Áfricas. Tudo o que eu queria era um tempo, mais que merecido, para mim. A hipótese de um ATL em Lisboa, não estava sequer em equação. Queria uma coisa longe, longe, longe. Um campo de férias na montanha, para lá da montanha, onde elas se divertissem a subir eucaliptos, enquanto eu alinhava os chakras e cuidava de mim.

Encontrei esta coisa deliciosa chamada Diverlanhoso, lá para os lados da Póvoa do Lanhoso. E que reunia basicamente tudo o que eu queria: Actividades radicais na floresta, acampamento, programas de duas semanas, tudo incluido, pouco contacto com os progenitores. O valor é elevado são 279€ por semana/por criança. Mas eles dormem lá, lá longe, para lá da montanha. E adoram! Informei-me e aconselhei-me o quanto baste, para saber que já funcionam há uns anos e que são bastante bons no que fazem. O parque é absolutamente soberbo e os miúdos dormem em abrigos de madeira tipo flintstones. O senão é que é preciso levá-los lá e ir buscá-los. E se partirmos de Lisboa são umas horitas de caminho. Mas aproveitei e quando as fui levar fiquei lá a passar um fim de semana num Hotel rural muito simpático – http://www.mariadafonte.com/pt/Homepage.aspx .
Na volta fiz o mesmo. E quinzes dias depois, as loiras estavam inteiras e felizes. Tudo o que mais queriam era comer pão com marmelada ao pequeno almoço e uma caneca de leite, coisa que nunca comem em casa.
Este ano voltaram a pedir, mas o pai está de volta, o budget está mais apertado e tivemos que nos aviar pelas imediações.

Não queria coloca-las nos campos de férias da escola, porque acho que elas devem fazer uma pausa. Não tardam estão de volta, é bom que não se cansem. As primeiras semanas foram para a Junta de Freguesia da Estrela. Pelo valor de 70€ por criança têm direito a uma panóplia de actividades, que nem os progenitores mais criativos, conseguiam superar. Ainda lhes dão almoço e só regressam às 18h30, já estafadas, prontas para um banho e um sono justo. O único senão é que são 7 cães a um osso e convém ser dos primeiros a chegar ao guichet da junta. Só conseguimos duas semanas, para o ano vão dois meses seguidos, até vomitarem autocarros:)
Informem-se, todas as juntas têm campo/praia, nem todas serão fabulosas e mega dinâmicas, mas são quase todas muito acessíveis.

Acabado o tempo dos autocarros, ainda havia uma semana para preencher, antes do ATL do surf. Já tinha ouvido falar dos Inventors. E o raio do projecto, passava a vida a aparecer-me como sugestão no facebook. E ainda bem , porque fui espreitar e adorei o conceito. Uma semana no ISCTE a inventarem coisas, longe dos quilos de areia da praia, dos eczemas e daqueles cremes protectores que só saem à terceira esfrega. Uma semana a criarem coisas, a programarem, com martelos, cabos, fios e muita imaginação posta em cima de cada mesa. Um programa diferente que põe a criatividade na ordem do dia.
E de repente, saídas de uma praia fluvial, de um autocarro de junta, já queriam ser inventoras. Tudo o que se quer!
O valor é de 174€ (com almoço incluído). Também não é de graça. Mas até trazem para casa comandos de televisão. Enfim…está dentro da média dos preços praticados e é uma excelente opção.

E agora que ainda estamos a 20 de Julho, elas estão em Carcavelos numa escola de surf. Já não são radicais, nem excursionistas, nem inventoras, agora são duas surfistinhas radicais, que todos os dias me pedem para ir à Decathlon comprar uma prancha de Surf.


http://www.angelsurfschool.com/?gclid=CNDXk-GjmNUCFQUW0wod7esIWg

E por agora basta. Que contas feitas em semanas de ATL’s já lá vão 1.128 €. E as aulas só começam lá para a segunda quinzena de Setembro. Pode ser que até lá ainda consiga adotar uns avós:)

Comments

comments