As crias de leão e as minhas Filhas da Mãe

YE2A4283

Mesmo depois de termos passeado elefantes de três metros pela tromba, a experiência de que mais falam as loiras é da visita às crias de leão. Não sei se é por ser coisa de miúda, este delírio pela cria pequena, se é influência Disney/Simba/Rei Leão, ou se é apenas o fascínio do toque num animal selvagem em ponto pequenino. A verdade é que a sensação é mesmo fabulosa.
Sabemos que hão de crescer, que o seu habitat é outro, que são predadores como nós, e que o convívio entre humanos e leões com as más e as honrosas excepções, não é comum.
É um animal lindo. É muito mais do que um gato grande. É uma cria de leão, uma espécie de delfim da Selva. As patas são felpudas mas nas extremidades escondem garras com a aparência de sabres.
E mesmo pequeninos, não é aconselhável estimula-los para brincadeiras de fio de novelo e muito menos, situações que envolvam os maxilares e os seus dentinhos de leite:)
E o bom que é passar-lhes a mão pelo pêlo?!
A Camila foi a primeira a entrar, mas intimidou-se com a pose do bicho. Pediu à Caetana que tomasse a dianteira do mimo, e quando sentiu a tranquilidade da irmã quis roubar-lhe o lugar. Sim, porque aqui na nossa selva privada, a cria de Leão é a Camila.
O pai é seguramente o Rei da Selva do momento, e eu sou a turista feliz.
E de uma certa forma, da melhor delas, eu também sinto que me passam a mão pelo pêlo.

YE2A4273

YE2A4268

YE2A4261

YE2A4254

YE2A4251

YE2A4249

YE2A4245

YE2A4233

YE2A4206

Comments

comments