Dizem que tive sorte

20140814_180551_1

Dizem que tive sorte.
Não sei se foi sorte, se engenho, se a sorte de ter engenho na vida.
A maioria dos casais que conheço, e que se separaram, não se podem dar ao luxo de tirar estas fotografias, que é como quem diz, viver estes momentos. Tenho pena de ter falhado, mas, teria ainda mais pena, se tivesse que viver na lembrança constante do que falhou. Tenho orgulho da amizade que soubemos construir, orgulho da escolha que fiz, vaidade absoluta pela pessoa que és, pelo pai que sempre foste e pela amizade que temos. Não sei como conseguimos, mas sei que parte da sua força de ser, do engenho que as loiras têm na arte de se fazerem à vida, vem banhada da mesma sorte que tivemos na hora da despedida.
És um dos meus melhores amigos e o maior que elas terão na vida.
A vida segue e soma, mas é uma ternura poder dizer-lhes com orgulho, que o bem maior nós não perdemos, não o amor que se reinventa, mas a amizade que sempre continua:)
“Ganda” chapa paizão!

Comments

comments