Sessões

A minha e as minhas Famílias

Fico sempre com muita ternura quando vejo uma mãe e uma filha abraçadas.
Deve ser porque ando atrás da minha Mogli (a minha filha mais nova) e não recebo nada.
Já sei que é uma fase, andamos nisto desde que se pôs de pé, mas pode ser que passe lá para os 25.
Também queria muito, fazer uma sessão fotográfica com as minhas, antes que elas achem tudo isto abominável. Estou cansada dos seflies familiares em que uma de nós fica invariavelmente com um membro cortado, quando não é mesmo a cabeça.
Com a Caetana safo-me a fotografar, mas com a Camila só com um fotógrafo sniper atrás de um arbusto.
Andamos com mau feitio. E apesar da naturalidade que se quer numa sessão, não gostava de a imortalizar de trombas, mesmo que isso corresponda à verdade 90% das vezes.
Obrigada Tiago e Família por me deixarem partilhar as vossas fotografias. A vossa miúda também tem um feitio efervescente, já o pequenino está na maior em qualquer cenário e circunstância. Tinha saudades de vos mostrar as minhas sessões, tenho muitas para partilhar. Boa gente, bons momentos fazem boas fotos.
E no fim de semana do feriado vou fazer a minha sessão, nem que levE o bolso cheio de gomas para a criança sorrir:)

Comentar

A Família da Rita

Mesmo para mim que danço e durmo com palavras na cabeça é difícil explicar porque é que adoro estas sessões de família.
Sobretudo as minhas, não as sessões, mas as famílias que me procuram. Dizem que tenho sorte, talvez tenha. Se isso significar uma mão cheia de amigos que conheci enquanto fazia o que gosto. Rita, tens uma família linda, nada que tu já não soubesses. Obrigada por me teres escolhido para vos fotografar.

Comentar

Assuntos de família

asuntosdefamilia02

Já vamos na terceira sessão com esta família. Todos os anos repetimos. Todos os anos os vejo crescer. As crianças, o projecto, a família. Quando os encontro, passam-me a tranquilidade, de que há coisas boas que permanecem boas. No meu entretanto de espaço, já houve tanto tumulto que quando me perguntam: – Então Isabel, e tu? Novidades? Por momentos até sinto uma certa inibição de contar. A verdade é que nos “entretantos” de toda as famílias há momentos, bons e maus, angustias e alegrias. Não há imunidade, basta estar vivo. E deve ser tão grande o motivo de orgulho em saber permanecer, quanto o de mudar, quando não estamos felizes. E estas sessões acontecem neste momentos. Em que assumimos a felicidade plena das nossas escolhas.
Obrigada Adela, Bernardo, Luis, Carlota e Duarte.

asuntosdefamilia10

asuntosdefamilia09

asuntosdefamilia12

asuntosdefamilia08

asuntosdefamilia03

asuntosdefamilia01

asuntosdefamilia07

asuntosdefamilia06

asuntosdefamilia04

asuntosdefamilia05

asuntosdefamilia13

asuntosdefamilia11

Comentar

Era uma igual para mim sff

alex01

Disse que não passaria deste Verão, sem uma sessão fotográfica com as minhas filhas da mãe.
Uma parecida às que faço todos os dias a famílias inteiras, a mães com filhas, pais com filhos, avós com netas, casais, noivos e todos os afins deliciosos das nossas uniões. É verdade que tenho toneladas de fotografias das minhas filhas, mas já não é tão verdade, que tenha um acervo composto de fotos com elas. De vez em quando, lá saco uma selfie manhosa de sorriso amarelo, mas o que eu queria era isto, uma tarde espontânea, em que o retrato éramos nós, na nossa relação, com tudo o que lhe cabe e compete de atrito, amor e de equilíbrio.
Quando termino a edição de sessões de família, como esta, da Alexandra e da filha, respiro fundo, fico mesmo feliz quando revejo nas fotografias as expressões. E mesmo quando há pose, o ambiente gerado é suficientemente honesto para pôr a descoberto, até a beleza do que isso tem.
O Verão ainda não acabou, a esperança vem comigo até Setembro, com a vantagem que tenho uma máquina nova, bem maneirinha, que dá para passar para mãos amigas e rezar para que saia bem. Agora, é só esperar que as loiras alinhem em estar uma horinha concentradas, entretidas, embevecidas e divertidas com a mãe. Talvez esteja a ser ambiciosa, mas não podia estar a ser mais honesta, quando olho para estas fotos e repito:
– Era uma igual para mim sff.

alex02

alex03

alex04

alex05

alex07

alex08

alex09

alex10

alex11

alex13

alex15

alex16

alex17

Comentar

Ó gente boa

13482847_1429606223731677_8467391542709550313_o

Ó gente boa, fado de sorte que eu tenho com as pessoas.
E pensar que tudo começa aqui.
Numa rede social, numa fotografia, num texto, o envio de um email, uma troca de palavras, um acerto de valores e uma data. Um encontro às cegas que se enche de luz.
A maioria das vezes não se adivinha na linguagem formal de um email as pessoas que espreitam do lado de lá. E ainda que revele deste meu lado, este meu centro, há tanto ainda por adivinhar que cada encontro, é um momento de sorte ou azar.
Não sei se as palavras que escrevo e a forma como me dou, filtram as pessoas que me procuram. Se assim for, manterei a receita, porque a colheita tem sido a melhor.
Adorei esta nossa sessão na Gulbenkian. Daniela e Pedro já vos disse o quanto gostei da nossa sessão. E reforço aqui, o que vos disse lá, que quero alinhar os meus chakras dançarinos nesse palco de gente boa, de olhos vendados ao som de uma batida forte. Gosto dessa forma não convencionada de estar na vida, dos valores que passam ao vosso filho e da cumplicidade que têm como casal.
E agora, bora bailar?

Comentar

Matilde e Margarida

A Matilde é a filha mais velha da Margarida.
Vivem nos Estados Unidos, numa cidade que pouco tem a ver com a forma como se habita por aqui:)
Quando vieram a Lisboa falaram-me e combinamos a sessão fotográfica.
Começámos logo com um café cheio para pôr a conversa em dia. Há pessoas que já seguem o meu trabalho há tanto tempo, que de facto, sinto-me como se já as conhecesse pela forma como abordam os assuntos comigo e o carinho com que perguntam como estão as minhas loiras. Tudo flui quando há interesse pelas pessoas, quando não se reduz a pessoa ao serviço e quando tudo acontece como se fossem amigos distantes num reencontro fortuito. O tempo não tem dado tréguas mas a Primavera vem aí e vou-me desforrar em reencontros destes, sob a forma de sessões fotográficas, com cafés e copos cheios. E aí sim, começa a minha Primavera!

P.S.: Um beijinho enorme à Margarida e à Matilde. Vocês têm um sorriso que enche a objectiva:)

MM08

MM02

MM03

MM05

MM06

MM07

MM01

Comentar

Famílias com Norte

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography23

Sou uma desnorteada.
Chego a ir duas vezes por dia à escola para levar a lancheira ou o material de ginástica que ficou atrás de uma porta qualquer. Talvez a culpa, não seja tanto a falta de norte, mas o excesso de responsabilidades que chamo a mim mesma. Na minha casa havia uma mãe, cinco filhos e todos sabiam o seu papel.
Porque é que às vezes me custa tanto recordar às minhas filhas o seu?
Educar cansa. É uma lição repetida. Um satisfaz menos sem ambição de um Muito bom. Às vezes esqueço-me propositadamente de as educar. Não me apetece elevar a voz, nem gesticular em demasia e acabo por lançar um SIM paliativo sobre tudo o que era passível de ser educável.
Saberei eu que poupando nos graves, acalento os agudos? Que o lençol é sempre curto para tapar pés e cabeça?
Depois queixo-me das piscinas que faço, quando na verdade, quem devia ir a banhos eram elas. Acho que às vezes não o faço por preguiça, desmazelo de quem não quer entregar o norte às filhas, mesmo sabendo que a Sul está sempre mais calor.
Quando tenho um laivo de consciência grande, digo para mim mesma, em voz alta e grave: – A partir de hoje vai ser diferente!
Quase nunca é. Mas vai havendo nuances de esforço e melhoria ou talvez sejam apenas elas que crescem e me levam junto:)

* Mas esta família do Norte, tinha um norte grande. E num prédio devoluto fizemos render todas as frechas de luz:)

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography07

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography11

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography06

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography27

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography19

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography21

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography22

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography26

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography17

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography16

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography29

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography34

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography31

Sessão Família Rita Olazabal | Isabel Saldanha Photography37

Comentar

Uma Família do Sempre

AMOR PARASITA Maf ultimo look-5

Foi num fim de semana no Turismo Rural da Terra do Sempre que conheci 4 Famílias. Fazia parte do programa fazer umas mini sessões em estilo informal a cada um dos agregados.
Muito o meu género de trabalho! Tudo de galochas postas a caminho de uma quinta para alimentar bezerros com garrafas de mini convertidas em biberons de leite. Mas o melhor das fotografias é o diálogo nos “entretantos”, é conversar com as mães e os pais e pôr em paralelo os nossos episódios, as nossas dúvidas e partilhar questões de rotinas que desvendam todo um universo de hesitações. Gosto de saber como vivem em família, faz-me sempre sentir menos receosa das minhas opções. Gosto de perceber as rotinas de estudo e os horários de sono. Não procuro aval para a minha forma de ser, procuro enriquecimento na forma de o fazer. Agradeço à Joana, a ajuda que deu à minha Camila com a ficha de matemática e a dica de chamar a atenção a Professora.
A vida é mesmo feita deste encontros e episódios. E enquanto tiver a oportunidade, a atenção e a energia, não hei de desperdiçar, nem as pessoas, nem os diálogos.

AMOR PARASITA Maf ultimo look-1

AMOR PARASITA Maf ultimo look-9

AMOR PARASITA Maf ultimo look-6

AMOR PARASITA Maf ultimo look-10

AMOR PARASITA Maf ultimo look-8

AMOR PARASITA Maf ultimo look-3

AMOR PARASITA Maf ultimo look-4

AMOR PARASITA Maf ultimo look-2

AMOR PARASITA Maf ultimo look-11

AMOR PARASITA Maf ultimo look-12

Comentar

O sonho mais desejado

As sessões fotográficas de gravidez têm sempre uma luz especial. Aquela que vem de dentro.
As fotografias carregam sempre uma ar etéreo, próprio de quem levita no sonho de tudo o que está para vir. É difícil não parecer piroso, quando de piroso só há o genuíno de ser inteiro e feliz naquele momento.
Gosto destas sessões porque há um depósito tão grande de solidez e esperança que saio de lá a acreditar em tudo.
Um beijinho enorme para a pequena Mia, o sonho mais desejado.

Sessão Marisa Tavares & Vitor  Mia Isabel Saldanha Photography37

Sessão Marisa Tavares & Vitor  Mia Isabel Saldanha Photography32

Sessão Marisa Tavares & Vitor  Mia Isabel Saldanha Photography30

Sessão Marisa Tavares & Vitor  Mia Isabel Saldanha Photography15

Sessão Marisa Tavares & Vitor  Mia Isabel Saldanha Photography23

Sessão Marisa Tavares & Vitor  Mia Isabel Saldanha Photography21

Sessão Marisa Tavares & Vitor  Mia Isabel Saldanha Photography17

Sessão Marisa Tavares & Vitor  Mia Isabel Saldanha Photography11

Sessão Marisa Tavares & Vitor  Mia Isabel Saldanha Photography33

Sessão Marisa Tavares & Vitor  Mia Isabel Saldanha Photography35

Comentar

Quando és tu.

Gosto quando as pessoas me dizem, nota-se tão bem quando és tua fotografar a Cristina. Talvez não tenha apenas a ver com a beleza imediata das fotos, mas com a cumplicidade que se sente, quando o prazer, a amizade e o trabalho se misturam.

DC | Look Vestido Preto_Milão_Isabel Saldanha Photography_03

DC | Look Vestido Preto_Milão_Isabel Saldanha Photography_06

DC | Look Vestido Preto_Milão_Isabel Saldanha Photography_02

DC | Look Vestido Preto_Milão_Isabel Saldanha Photography_10

DC | Look Vestido Preto_Milão_Isabel Saldanha Photography_08

DC | Look Vestido Preto_Milão_Isabel Saldanha Photography_05

DC | Look Vestido Preto_Milão_Isabel Saldanha Photography_07

Comentar