Tudo o que aqui está é fruto de trabalho, do esforço diário de me aproximar todos os dias da pessoa que sonhei ser.

portfolio

blog

PLAY DEAD

Não gosto de baratas. Mas há uma coisa em que elas são mesmo boas, a encenar a morte. Colocam-se de carapaça no chão, de antenas inertes e patas encolhidas. Disseram-me os peritos em desbaratização que o faziam para evitar que o veneno ingerido subisse às vias respiratórias, prolongando o tempo de vida. Se soubessem a […]

Ler mais

Coisas boas de Mãe

A última vez que fui mãe, em verbo imediato e parido, foi há 9 anos. E já só tenho algumas memórias da minha gravidez. Foi tudo tão desejado e depois tão tranquilo, que nem os pontos que não levei, me ajudam a recordar, o preciso momento em que as minhas filhas saíram da minha barriga […]

Ler mais

A EXIGENTE ARTE DO SORRIR

Tenho muito medo dos termos que roçam os extremos dos conceitos. Tenho o mesmo cagaço em relação às certezas absolutas e às dúvidas permanentes Mas há uma certeza que eu tenho: Ser mulher é bem mais exigente que ser homem. E sim, sou uma feminista no sentido mais “viril” da palavra. E quando oiço algumas […]

Ler mais